C'était un rendez-vous

Em um domingo de agosto de 1976, onde a maior parte dos franceses estava viajando, o cineasta francês Claude Lelouch adaptou uma câmera giroscopicamente estabilizada na frente de um Mercedes-Benz 450SEL 6.9 e dirigiu, para fazer um trajeto, no coração de Paris, na maior velocidade que ele pudesse. A hora seria logo que o dia clareasse. O filme só dava para 10 minutos e o trajeto seria de Porte Dauphine, através do Louvre até a basílica de SacreCoeur. Lelouch não conseguiu permissão para interditar nenhuma rua no perigoso trajeto a ser percorrido. Ele completou o circuito em 9 minutos, chegando a 200 km/h em certos momentos. O filme mostra-o passando sinais vermelhos, quase atropelando pedestres, espantando pombos, entrando em ruas na contra-mão... O sol nem havia raiado ainda! O filme foi proibido, passando a circular só em underground. Se você não viu ainda o clássico, prenda a respiração e assista o vídeo abaixo. Vale a pena curtir a emoção de passear em Paris como se estivesse a bordo de um Mercedes-Benz 450SEL 6.9!

C’était un rendez-vous - Claude Lelouch (1976)