Em novembro de 2019, no Teatro Riachuelo , uma grande ópera foi apresentada em duas noites para uma  plateia de mais de mil pessoas. No palco, quatrocentas crianças estavam encarregadas de apresentar ao público, em francês, a história do Princípe de Motordu (PalavrasTortas em tradução para o português). Assim foi a realização do projeto pedagógico Ópera Para Crianças, que ofereceu uma experiência única para crianças de diferentes universos, através da participação em um projeto artístico profissional. A produção, realizada pelo Lycée Molière  e destaque do programa educativo do Festival Ópera na Tela, contou com apoio da Aliança Francesa, Institut Français e Embaixada da França no Brasil, além do apoio das empresas Total e Varilux.

Baseada numa das principais obras do ilustrador e autor francês PEF, o livro infantil La Belle Lisse Poire du Prince de Motordu, o projeto reuniu alunos do Lycée Molière e da Escola Municipal Professora Dídia Machado Fortes, e contou também com a participação da orquestra de jovens da ONG Ação Social pela Música do Brasil. Sob a direção artística do músico Pascal Giordano e o olhar do próprio PEF, convidado para acompanhar a execução da ópera no Brasil, os alunos puderam trabalhar a língua e a cultura francesa de forma lúdica enquanto ganhavam experiência profissional no palco.

A história do príncipe de Motordu mostra como as pessoas podem ser aceitas pela coletividade apesar das suas diferenças. Em sua família, todos falam através de trocadilhos, até que ele conhece uma professora, a Princesa Dézécolle (“Dasescolas”), que tenta corrigir sua maneira de falar.  Assim como em outras obras infanto-juvenis de sua carreira, PEF aborda temas mais sensíveis através o universo lúdico infantil.

PEF, nome artístico de Pierre Élie Ferrier, é um dos principais autores e ilustradores franceses, tendo lançado uma centena de álbuns ilustrados e livros infanto-juvenis. Após lançar seu primeiro livro aos 38 anos, PEF criou seu personagem mais conhecido, o Príncipe de Motordu, em 1980, aos 41 anos. A obra vendeu mais de um milhão de exemplares, e trouxe para PEF grande reconhecimento. Mas sobretudo, PEF é um autor militante, e faz parte do grupo de artistas que se interessam pela infância e que entendem que a luta contra o analfabetismo passa também por ações paralelas ao ensino clássico.

Durante sua estadia no Brasil em novembro, PEF participou de um bate-papo na Aliança Francesa de Botafogo. Ao lado de sua esposa, Geneviève Ferrier, que é também colorista de suas ilustrações, ele compartilhou – em meio a muitos trocadilhos – sua trajetória artística e seu processo de criação. Foi também a oportunidade de conferir pranchetas de seus desenhos e um de seus projetos mais recentes, o libreto da ópera Terra Migra, encomendada pela Radio France.

Você pode conferir um pouco de como foi a construção desse mundo mágico de PEF e do Príncipe de Motordu no making of do projeto Ópera para Crianças:

 

Fale conosco

Não estamos online agora, mas você pode nos enviar um email e te responderemos o mais rápido possível.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt
0

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar